terça-feira, 23 de abril de 2013

Fucking Love. Capitulo; 7

´´ Ela não passa de uma vadia ´´

Acordei com barulhos altos vindos da sala, peguei uma roupa do Jason e vesti rapidamente, senti do nada um arrepio percorrer meu corpo, respirei fundo, algo me dizia para não descer as escadas, para ficar ali quieta, fingindo que eu não existia, mas quem disse que eu obedeceria? Minha curiosidade era muito maior, eu sabia que minha curiosidade já tinha me metido em encrenca... mas eu só queria saber o que estava acontecendo, desci as escadas tentando não fazer barulho e passar despercebida, olhei para o Jason, seus olhos demonstravam raiva, mas ele não estava sozinho, mais quatro homens estavam juntos, eles não pareciam ser amigos do Jason, estremeci tentando entender o porque eles estavam ali, cruzei meus braços e sem querer pisei em falso e fiz o maior barulho, eles estavam quietos e provavelmente teriam ouvido o barulho, balancei a cabeça e um dos homens olhou para a minha direção, ele sorriu malicioso e se aproximou de mim, tentei correr mas ele logo segurou meu braço e me puxou para perto deles, por mais que eu tentasse correr, eu não conseguia fugir, ele parecia ter mais força do que o Jason, falando nele, olhei para a direção do Jason, que agora não tinha mais raiva em seu rosto, ele apenas cruzou os braços e eu notei um pequeno sorriso se formar em seus lábios, isso não era bom, baixei o rosto tentando não olhar para nenhum deles, tentativa falha, um dos homens segurou meu rosto fazendo com que eu olhasse diretamente pra eles. 
Você vai dar o nosso dinheiro, McCann? - Um loiro alto e forte disse ao Jason, escutei o riso baixo do Jason e estremeci, ele não havia falado nada, mesmo assim o loiro continuou. - Sua namoradinha vai se machucar. - Dessa vez o Jason ria mais alto.
 Ela não passa de uma vadia. - Sua voz parecia mais feliz, ele devia estar com um sorriso no rosto, baixei o olhar lembrando da palavra vadia, por que ele me tratava daquele jeito? Respirei fundo e senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto. 
Ela está chorando, McCann, tem certeza que quer machucar sua namoradinha? - Implorei em pensamento para que ele negasse, mas ele não iria fazer isso, pelo menos eu tinha uma pequena certeza que ele diria não se importar.
Façam o que quiser. - Olhei para o Jason, não conseguia nem vê-lo, meus olhos estavam cheios de lágrimas, balancei a cabeça e ele não mudou sua expressão, notei que ele ia saindo quando um dos quatro levou a mão no ombro dele e o puxou.
Fique vendo sua namoradinha sofrer. - Ele tinha um sorriso malicioso nos lábios e a voz dele era grossa, me dava medo, estremeci e fechei meus olhos deixando que as lágrimas caíssem, como eles podiam ser tão frios? Senti me jogarem um uma cadeira, estremeci meu corpo quando a dor percorreu por cada parte de mim, mantive os olhos fechados, não ouvia mais nenhum dos três falando, apenas os passos, alguém estava se aproximando, minhas mãos estavam amarradas e meus pés também. Senti uma pancada forte em meu estomago que me fez parar de respirar por alguns segundos, gemi de dor e escutei eles rirem, não ouvia nada do Jason, mas aposto que ele devia estar se divertindo, abri os olhos lentamente e pude perceber que sua expressão era séria, logo senti um soco em meu olho, apertei minhas mãos tentando fazer com que a dor passasse, gemi baixinho e logo mais socos foram dados, eu me sentia fraca, não conseguia mais ficar sentada, todo meu corpo doía  meus olhos deviam estar roxos, resmunguei e escutei eles rindo, não conseguia deixar meus olhos completamente abertos, mas podia ver que a expressão do Jason não mudava, ele continuava sério, respirei fundo achando que tudo já tinha acabado, eu realmente esperava que tudo já tivesse acabado.
Agora a parte melhor. - Escutei um deles falando, pouco me importava quem era, abri os olhos o tanto que podia e percebi que um deles segurava uma arma, voltei a fechar meus olhos, era só o começo, pensei comigo mesma, logo escutei um barulho vindo da arma, mas não era um tiro, tudo já estava acabado ali mesmo, não havia mais como fugir, eu sentia vontade de chorar, mas do que chorar adiantaria? Balancei a cabeça e senti mais uma vez a dor em meu corpo aumentar, eu precisava de ajuda, estava com sede, fome, dor, muita dor. 
E se tiver um lindo filho ali, Jason? - Escutei um deles rir, abri meus olhos lentamente e pude perceber que a arma estava em direção a minha barriga, respirei fundo. - Vai ser uma pena, não vai? 


8 comentários:

  1. Meu ta mto foda.. Continua.. o/

    ResponderExcluir
  2. estou amando sua nova fic... fiquei muito tempo sem comentar por que estava sem pc... mas já estou de volta e vou comentar os proximos capitulos e falar o que eu achei deles enfim, tudo perfeito como sempre estou amando tudo tomara que o Jason salve ela e não deixe ela morrer... continuaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :(. que linda, que bom que esteja gostando, e seja bem vinda novamente. continuei bb <3

      Excluir